KRT inicia temporada 2018 do Mundial de SBK com dois segundos lugares em Phillip Island

th_01_Phillip_Island_WorldSBK_2018_Saturday_Sykes_Rea_DSC1769_002 (1)

São Paulo, 26 de fevereiro de 2018 –   A Kawasaki Racing Team abriu o Mundial de SuperBike com uma pole position e dois segundos lugares na etapa de estreia da temporada 2018, realizada no tradicional circuito de Phillip Island, na Austrália, neste final de semana dos dias 24 e 25 de fevereiro. A dupla da Kawasaki enfrentou algumas dificuldades ao longo destas duas baterias, mas o resultado final acabou sendo positivo. Tom Sykes (#66) fez história e faturou a sua 43ª pole da carreira e se igualou ao piloto australiano Troy Corser que detinha sozinho o recorde de voltas mais rápidas. Já o atual bicampeão Jonathan Rea (#1), que fez o sexto melhor tempo nos classificatórios, chegou bem perto de vencer a corrida deste domingo e ficou com a vice-liderança da prova.

Após uma temporada quase que perfeita em 2017, quando conquistou o seu terceiro título Mundial, Jonathan Rea voltou à Austrália com o intuito de figurar entre os ponteiros. No comando de sua Ninja ZX-10RR de numeral #1, o norte-irlandês vinha como um dos favoritos à vitória na corrida deste domingo. Com um ritmo forte, Rea ganhou algumas posições nas voltas iniciais e entrou na disputa direta pela liderança. Já em terceiro, o piloto, por um descuido, cometeu um erro na saída dos boxes e acabou caindo para o final da fila.

“Eu não podia fazer isso hoje [domingo] e cometi um erro na saída do pitstop. Esqueci completamente de mudar para a segunda marcha, para liberar o limitador de velocidade, e com isso Van Der Mark e Fores passaram por mim. Quando me aproximei dos dois já havia alguns pilotos à frente, o que acabou me dando mais trabalho”, comentou Rea.

Mas esse erro não abalou o campeão Mundial. Após cair para a 14ª posição, Rea fez uma série de ultrapassagens e quatro voltas depois já ocupava a vice-liderança. Nas voltas finais, o norte-irlandês chegou a assumir a dianteira e protagonizou uma bela disputa com Marco Melandri (#33). Mas a vitória acabou ficando com o adversário da Ducati. Jonathan Rea cruzou a linha de chegada em segundo, apenas dois centésimos atrás do oponente.

“Minha única chance de vencer a corrida era tentar tomar na liderança na última curva. Na penúltima volta e durante toda a corrida, alguns adversários vinham me ultrapassando na reta. Quando fui ultrapassado por Marco [Melandri], na Curva 1, pensei, ‘eu vou soltar os freios e ir até o máximo para ver o que acontece’. Eu queria fazer a melhor última volta possível, mas em todo o final de semana estivemos ‘brigando’ com a quarta marcha. Ela [a marcha] era muito longa para aquela curva e não tínhamos força o suficiente de saída.[…] Estou feliz em virar a página e começar tudo de novo na Tailândia”, contou Rea.

Já Tom Sykes (#66) finalizou a prova deste domingo na quarta posição. O piloto britânico fez uma corrida bastante regular e chegou a ocupar a vice-liderança. Porém, no último terço de prova, perdeu duas posições e encerrou a 2ª bateria da etapa de abertura do Mundial em quarto. Após a corrida, Sykes comentou o seu resultado e também sobre as dificuldades enfrentadas nesta estreia de temporada:

“Em um aspecto foi um final de semana muito bem sucedido e em outro estou desapontado porque senti que essa corrida era minha. Eu estava muito feliz com a moto, mas, infelizmente, na terceira volta, começamos a ter um pequeno problema técnico e, por algum motivo, a potência caiu em alguns setores da pista.Apesar disso, a configuração geral da moto estava perfeita. Tivemos a sorte de chegar ao final da corrida e tomar os pontos para o campeonato, mas, honestamente, senti que poderia ter alcançado um resultado melhor. Apesar disso, tenho que ser otimista porque foi uma prova em Phillip Island em condições de vento. Eu tive uma boa sensação com a Ninja ZX-10RR e há muitos pontos positivos a se tirar desta rodada. Agora estou de olho na Tailândia e no progresso para a temporada”, destacou Sykes.

Já na 1ª bateria, realizada no sábado (24), o resultado foi mais positivo para Tom Sykes. O piloto britânico, que largou na pole com a volta de 1m30s099, liderou a prova até as voltas finais, quando foi ultrapassado por Melandri. Sem conseguir retomar a posição, Sykes recebeu a bandeirada em segundo e confirmou a posição no pódio. Enquanto isso, seu companheiro de equipe Jonathan Rea foi apenas o quinto colocado. O atual bicampeão, que vinha em segundo, logo atrás de Sykes, teve problemas no pneu traseiro e com isso precisou diminuir o ritmo. Mesmo com fortes vibrações na moto, Rea completou as voltas finais de prova e cruzou a linha de chegada em quinto.

Com o resultado das duas baterias da etapa de estreia do Mundial, Tom Sykes somou 33 pontos e ocupa a vice-liderança no classificatório geral do campeonato. Já Jonathan Rea é o terceiro colocado com 31 pontos. Na disputa entre fabricantes, a Kawasaki vem na segunda posição com 40 pontos.

Agora o Mundial de SuperBike parte para a sua 2ª rodada, que será realizada no Chang International Circuit, na Tailândia, nos dias 23, 24 e 25 de março.



Newsletter


Assinando nossa newsletter você será sempre o primeiro a saber.

Fale com a Kawasaki

S.A.K - Serviço de Atendimento Kawasaki

Atendemos de segunda a sexta-feira, das 8h00 às 19h00.
Atendimento Nacional: 0800-773-1210

 

Seja um Concessionário

Entre em contato com nossa Central de Atendimento ao Cliente Kawasaki, estamos a sua disposição...

Saiba Mais

Copyright 2015 © Kawasaki Motores do Brasil LTDA. Todos os direitos reservados.